6 dicas de alimentação durante o tratamento do câncer

05/06/2017

6 dicas de alimentação durante o tratamento do câncer

Pessoas que estão enfrentando um câncer podem comer de tudo? Em tese, sim. Só é preciso ter um certo cuidado com a alimentação durante o tratamento do câncer para que ela seja equilibrada e não represente mais um risco à saúde.

Uma boa dieta ajuda tanto no processo de reabilitação do tratamento quanto na recuperação da doença propriamente dita, pois os alimentos fornecem ao corpo os nutrientes e a energia necessários para ativar as defesas do organismo, por exemplo. Alguns são ótimos, inclusive, para driblar os enjoos e outras reações suscitadas pelos medicamentos usados no combate ao tumor.

Saber o que colocar no prato durante o tratamento de um câncer pode ajudar a contornar outro problema muito comum de quem tem a doença: a perda da vontade de comer, o que debilita, ainda mais, o organismo.

Deixar de se alimentar não pode ser uma opção para o paciente com câncer. É preciso encontrar alternativas que o satisfaçam, agradem ao paladar e sejam nutritivas. Uma ideia é consultar um nutricionista para obter orientações personalizadas quanto à alimentação.

Sugestões para uma boa alimentação durante o tratamento do câncer

No geral, o que médicos e nutricionistas recomendam é o seguinte:

1. Fazer um prato colorido
A dica de alimentação durante o tratamento do câncer, aqui, é simples: quanto mais cores tiverem os alimentos colocados no prato, mais saudável ele será. Aposte nas tonalidades:

  • verde: cor das verduras, ricas em vitaminas e sais minerais;
  • vermelho ou amarelo: cores das carnes e dos ovos, que contêm muita proteína;
  • claras: próximas ao bege, das massas, ou ao branco, do arroz, que são fontes de carboidrato.

2. Variar o cardápio
Cada alimento possui um determinado nutriente em maior ou menor quantidade. Para consumir todos eles, como é recomendado, a alimentação deve ser variada. Ou seja, nada de repetições, nem no caso de legumes, verduras e frutas. O que for consumido em um dia não deve fazer parte do cardápio no dia seguinte.

3. Nunca ficar de estômago vazio
Mesmo nos dias em que é difícil ter vontade de se alimentar, é importante comer. Não precisa ser uma refeição completa, mas tem de ser algo nutritivo. Talvez uma fruta ou uma salada com verduras e legumes.

4. Modificar o preparo
É incrível como a forma de preparo dos alimentos influencia no paladar. Por isso, uma dica de alimentação durante o tratamento do câncer é testar diferentes maneiras de cozinhar um mesmo alimento. Por exemplo, o ovo. Talvez cozido ele não seja tão apetitoso quanto frito. Sem experimentar, não tem como descobrir isso. Tudo é uma questão de buscar novas alternativas para poder alimentar-se.

5. Congelar os alimentos
Alguns alimentos, como os que vão ao forno, lanches rápidos, entre outros, podem ser preparados previamente e congelados para serem consumidos em outras ocasiões. O congelamento preserva os nutrientes por algum tempo e essa pode ser uma ótima solução para os dias em que falta disposição para cozinhar.

6. Sempre ter um lanche à mão
É sempre importante ter um lanche à mão para se alimentar entre as principais refeições do dia. Boas opções são biscoitos de água e sal e integrais, frutas frescas e secas, sanduíches e barras de cereais.