Entenda o que são as Doenças Inflamatórias Intestinais

Por: - CRM/SC 3413 - RQE 7715
Publicado em 02/05/2019

Entenda o que são as Doenças Inflamatórias Intestinais

A doença inflamatória intestinal (DII) é um tipo de inflamação crônica que pode acometer várias partes do trato gastrointestinal. Algumas dessas inflamações são caracterizadas como uma resposta autoimune, como, por exemplo: a doença de Crohn e Colite ulcerativa.

Ouça este conteúdo:

 

Continue lendo o artigo para entender mais sobre as doenças inflamatórias intestinais de caráter autoimune e conheça como é esse impacto no organismo.

Doença inflamatória intestinal: o que é preciso saber a respeito?

Como vimos, a doença inflamatória intestinal é um problema que ataca o trato gastrointestinal de várias formas, em decorrência de uma inflamação crônica. Os sintomas comuns desse tipo de doença são: diarreia e intensa dor abdominal.

A doença de Crohn e a colite ulcerativa correspondem a doenças inflamatórias intestinais, de caráter autoimune. Embora não seja conhecida a causa exata dessas manifestações, acredita-se que a inflamação se dê pelas bactérias normais do intestino, que desencadeiam uma resposta imunológica desordenada em pacientes que já possuem predisposição genética ao problema.

A doença de Crohn tem sua manifestação em qualquer região do trato digestivo, mas, na maioria dos casos, acomete o intestino delgado ou a parte superior do intestino grosso.

Já a colite ulcerativa agride o intestino grosso com maior intensidade, mais precisamente o cólon, tornando-o bastante inflamado e desencadeando crises fortes, que podem vir acompanhadas de febre, cólicas abdominais intensas e diarreia com sangue.

Principais diferenças entre a doença de Crohn e a colite ulcerativa

Embora haja muitas semelhanças entre a doença de Crohn e a colite ulcerativa, destacamos algumas diferenças importantes entre elas:

  • na doença de Crohn, o sangramento retal é raro, enquanto na colite ulcerativa o sangramento está sempre presente;
  • enquanto a doença de Crohn tem maior chance de apresentar lesões perianais e fístulas, a colite ulcerativa não apresenta esse problema;
  • em radiografias, a doença de Crohn demonstra a parede intestinal afetada de maneira assimétrica, enquanto na colite ulcerativa, a parede intestinal é afetada de forma simétrica e continuamente no reto proximal;
  • enquanto na colite ulcerativa a inflamação é uniforme e difusa, na doença de Crohn a aparência endoscópica é irregular, apresentando ulcerações leves e separadas por segmentos de mucosa aparentemente normal.

Por serem caracterizadas como doenças autoimunes, as doenças inflamatórias intestinais devem ser tratadas com medicamentos imunobiológicos, a fim de reordenar o sistema imunológico.

Juntamente à isso, um profissional qualificado poderá indicar outros tratamentos complementares para que o paciente possa viver com maior qualidade de vida.

Para maior conscientização da população sobre as doenças inflamatórias intestinais, foi criado o selo “Maio Roxo”, que considera o dia 19 de maio como o Dia Mundial da Doença Inflamatória Intestinal.

“Maio Roxo”: conscientização para a Doença Inflamatória Intestinal

No mês de conscientização para a doença inflamatória intestinal, diversos profissionais da saúde e voluntários participam de uma programação para orientar as pessoas sobre a doença inflamatória intestinal, abordando os seguintes temas:

  • sinais e sintomas da doença inflamatória intestinal;
  • importância do diagnóstico precoce da doença;
  • os fatores de risco da doença;
  • hábitos alimentares saudáveis, que podem prevenir a doença;
  • as melhores maneiras de encontrar qualidade de vida para os pacientes que já possuem a doença.

Aproveite a oportunidade e discuta com seus amigos e familiares a importância de dar atenção aos sintomas e doenças relacionados ao sistema gastrointestinal. Com cuidado, é possível conviver com essas doenças autoimunes.

Gostou do artigo? Entre em contato com a nossa equipe para conhecer mais sobre os tratamentos da Soma Imuno para doenças autoimunes e de que maneira podem te ajudar.


Material escrito por:
- CRM/SC 3413 - RQE 7715
Publicado em 02/05/2019

Oncologia clínica Curso de Medicina na Universidade Federal de Santa Catarina (1981) Especialização em Oncologia Clínica (1985)

Agendamento Online
Whatsapp