Importância do acompanhamento psicológico durante o tratamento do câncer

12/05/2017

Importância do acompanhamento psicológico durante o tratamento do câncer

Ninguém que é diagnosticado com uma doença grave compreende porque ficou doente, ainda mais quando têm o cuidado de não cometer excessos, dando a atenção recomendada à alimentação e à atividade física. De fato, o câncer é uma doença inexplicável e desperta muitos sentimentos além da incompreensão. O acompanhamento psicológico durante o tratamento do câncer pode ajudar a encontrar respostas  e facilitar o enfrentamento da doença.

Há psicólogos que são especializados em psico-oncologia, ou seja, que são qualificados para prestar assistência aos pacientes e familiares que enfrentam um diagnóstico de câncer, ajudando-os a enfrentar dificuldades e a passar pelo processo de tratamento.

Algumas pessoas acreditam que não precisam de apoio psicológico e que conseguirão passar pela situação apenas com a ajuda da família e dos amigos. De fato, muitas pessoas conseguem enfrentar o câncer dessa maneira mas, sempre que possível, essa ajuda não deve ser dispensada. Ela é essencial para passar, de forma mais tranquila, por todas as fases da doença, pelas reviravoltas que podem ocorrer durante o tratamento e para lidar com expectativas e resultados.

Por que realizar o acompanhamento psicológico durante o tratamento do câncer

O tratamento médico do câncer pode ser um caminho longo e cansativo que inclui cirurgias, radioterapia, quimioterapia, entre outras rotinas e procedimentos que cansam, debilitam e podem influenciar muito no estado psicológico do paciente e da própria família que o está auxiliando nesse processo.

Nem sempre é simples e fácil compreender tudo o que está acontecendo ou lidar com as transformações que ocorrem no corpo e na rotina em função da doença. Por isso, é importante cuidar do aspecto psicológico, para que as mudanças sejam compreendidas e enfrentadas da melhor maneira possível, tentando amenizar o impacto que todos sofrem neste cenário de adoecimento.

O acompanhamento psicológico durante o tratamento do câncer ajuda o paciente e familiares a se adaptar à nova realidade e a buscar meios de conviver com ela da melhor forma até que (caso) seja possível retornar à condição de vida que possuía antes do diagnóstico da doença. Além disso, o apoio psicológico especializado proporciona bem-estar emocional, maior conhecimento e alivia a carga negativa que ainda está associada à doença.

O câncer, há muito, deixou de ser uma sentença de morte. O avanço da medicina para o tratamento de pessoas diagnosticadas com neoplasias (tumores) elevou, significativamente, as chances de remissão  da doença. É preciso, apenas, combater o estigma de morte relacionado a ela. Isso se faz com apoio e informação.