Lista de filmes para você se inspirar a lidar com o câncer

27/05/2018

Lista de filmes para você se inspirar a lidar com o câncer

Existe uma lista de filmes sobre o câncer que são realmente inspiradores. Cada um à sua maneira, demonstram estágios e processos da doença, assim como buscam relatar um outro lado da vida dos pacientes e de quem convive com eles. De clássicos à alternativos, orientar os pacientes sobre a realidade social e emocional do câncer é uma atitude importantíssima no momento do diagnóstico e tratamento. Vejamos uma lista de filmes especiais, que retratam diversas visões sobre a rotina e os sentimentos do paciente com câncer.

Programe-se para assistir a essa lista de filmes

A garota das nove perucas

Esse filme é uma adaptação do livro “A garota das nove perucas”, escrito por Sophie Van der Stap. O longa relata a história da própria Sophie que, ao ser diagnosticada com câncer, teve que mudar completamente seu estilo de vida. Ela escreveu um diário, que deu origem ao livro.

A história real relata a insatisfação de Sophie com a ausência do cabelo. Ela tentou usar uma peruca específica e não conseguiu se reconhecer. Por isso, Sophie comprou logo várias delas e passou a atuar como personagens, quando lhe convinha. Ao todo, ela tinha nove perucas, cada uma com um nome e personalidade diferentes, que era escolhido conforme seu estado de espírito do dia. Sophie “foi salva” pelas suas perucas. Por meio delas, foi possível que Sophie renascesse. O acessório também a auxiliou na quimioterapia e a estimulou a conhecer mais de si mesma durante o tratamento.

Uma prova de amor

Um filme emocionante conta a história da família de Kate, que passou a vida em hospitais devido diagnóstico de câncer da menina. O médico decide que os pais precisam ter outro filho, concebido por técnicas de reprodução humana assistida, para que seja compatível com a melhora da filha. No decorrer do tempo, a irmã decide não “ajudar” Kate, levando a família para a justiça, em defesa da liberdade do próprio corpo. Contrata um advogado para processar os pais. Se enfrentam no tribunal, onde a mãe retoma suas atividades como advogada, sempre indignada com a situação. No desenrolar do filme, percebe-se que há algo muito mais profundo por trás das decisões da família.

Lado a lado

Dois irmãos, de um casal separado, não aceitam a nova namorada de seu pai, uma fotógrafa renomada de Nova York. A menina não admite a separação dos pais e muito menos o novo relacionamento estabelecido. Enquanto a mãe das crianças (Susan Sarandon) alimenta a briga, a fotógrafa se desdobra para agradar as crianças, chegando a perder o emprego pela ausência de tempo. No entanto, a mãe das crianças é diagnosticada com câncer, fato que une e ensina a todos da família lições emocionante.

50%

Uma história de amizade, amor e sobrevivência. Um filme repleto de humor inesperado, que mostra uma maneira de levar à vida após o recente diagnóstico do câncer. Joseph Gordon-Levitt e Seth Rogen estrelam o longa, interpretando melhores amigos que têm suas vidas mudadas pela presença da doença.

Doce Novembro

Um filme clássico emocionante sobre o câncer Nelson Moss (Keanu Reeves) é um executivo muito ocupado que só pensa em trabalho e parece ter sido endurecido para o amor. Pela sincronicidade da vida, conhece Sara Deever (Charlize Theron), que aos poucos lhe mostra novamente cor à vida, sugerindo que passem um mês juntos. No decorrer dos trinta dias, se apaixonam perdidamente, mas Sara encontra dificuldades em se apegar em um relacionamento, devido à vida que leva e as respectivas emoções. O filme demonstra uma mistura de amor, sofrimento e superação.

A importância de manter a autoestima durante o tratamento

O câncer acomete uma enorme parcela de pessoas. No entanto, os tratamentos para a reversão dos tumores estão cada vez mais gerando uma melhor recuperação e o retorno a uma vida novamente saudável.

Passar por uma doença como o câncer é um momento bastante delicado, mas que pode tornar a pessoa mais forte ao final, após ter passado por experiências que não possuía. Os cabelos caem com a quimioterapia, alguns pacientes ganham peso, outros o perdem excessivamente. Certas cirurgias podem trazer algumas modificações físicas e interferir na autoestima do paciente, que tende a ter dificuldade para se reconhecer.

Outros acontecimentos, específicos de cada tipo de câncer, também influenciam no simbolismo do corpo, mas podem ser reversíveis ou deixar cicatrizes que serão uma marca de força e coragem de quem passou por uma experiência única.

É fundamental que os amigos e a família estejam presentes durante o tratamento do câncer, para que o paciente não se sinta só. Assim, evita-se um possível quadro de depressão, que também pode agravar a doença. O acompanhamento psicológico e as atividades terapêuticas também ajudam o paciente a lidar com a situação do câncer.

Para saber mais sobre a doença, acesse nosso e-Book gratuito “Guia do Paciente com câncer”.