Saiba os principais tipos de câncer

25/01/2017

Saiba os principais tipos de câncer

Segundo informações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Instituto Nacional do Câncer (Inca), os principais tipos de câncer são os de pulmão, mama, intestino, estômago,  próstata e colo do útero. Juntos, esses tumores são responsáveis por cerca da metade dos novos casos de câncer registrados no mundo todos os anos.

O câncer pode se desenvolver em qualquer parte do organismo (órgãos, ossos e afins). Surge quando as células sofrem mutações e começam a se dividir desordenadamente, sem que o corpo consiga controlar. Conforme evoluem, podem até promover a formação de novos vasos sanguíneos para nutri-las e servir de acesso a outras áreas do organismo, fase conhecida como metástase: quando o tumor deixa de ser localizado onde nasceu e afeta outros órgãos.

Grande parte dos casos de câncer podem ser tratados hoje em dia e a doença já não vítima tantas pessoas como antes, apesar de ainda possuir uma taxa de mortalidade considerada longe da ideal. Os tumores mais agressivos, geralmente, são aqueles em que as células se multiplicam rapidamente e invadem outros tecidos e órgãos de forma muito veloz.

Saiba mais sobre os principais tipos de câncer

Câncer de pulmão

O principal fator de risco para o desenvolvimento do câncer de pulmão é o tabagismo, responsável por, aproximadamente, seis milhões de mortes anuais no mundo e  147 mil mortes no Brasil, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA). Geralmente, os tabagistas têm cerca de 20 a 30 vezes mais risco de desenvolver câncer de pulmão quando comparados a pessoas que nunca fumaram.

Outros fatores de risco importantes para o desenvolvimento da doença são: a exposição a carcinógenos ocupacionais e ambientais, o tabagismo passivo e a emissão da combustão derivada do carvão.

Câncer de mama

O câncer de mama é o tipo que possui a maior incidência e a maior mortalidade na população feminina em todo o mundo. Há mais de 20 subtipos diferentes da doença, cujos fatores de risco mais conhecidos são: envelhecimento, fatores relacionados à vida reprodutiva da mulher, história familiar de câncer de mama e presença de mutações gênicas, como, por exemplo, o BRCA. O consumo de álcool, o excesso de peso, o sedentarismo e a exposição à radiação ionizante também são considerados agentes potenciais para o desenvolvimento de um tumor na mama, apesar de a idade ainda ser um dos mais importantes fatores de risco.

É possível diminuir o risco de câncer de mama com alimentação saudável, prática de atividade física regular e manutenção do peso ideal. Juntos, esses cuidados diminuem em 30% o risco de uma mulher desenvolver câncer de mama.

Câncer de intestino

O câncer de intestino é o terceiro tipo de câncer mais comum entre os homens e o segundo entre as mulheres. É considerado uma doença do “estilo de vida”. A incidência é maior em locais de maior consumo de carnes vermelhas e processadas, e, por outro lado, de pouca ingesta de frutas, legumes e verduras. Outros fatores que aumentam a chance câncer de intestino são: alta prevalência de obesidade e sobrepeso, inatividade física, consumo de álcool e tabagismo.

A história familiar do câncer de intestino, a predisposição genética ao desenvolvimento de doenças crônicas do intestino e a idade são outros fatores de risco para o desenvolvimento da doença.

De acordo com o INCA, estudos apontam que o consumo de alimentos ricos em fibras, como frutas, hortaliças, cereais integrais, feijões e sementes, assim como a prática regular de atividade física, são considerados fatores protetores contra a doença.

Câncer de estômago

O câncer de estômago é mais incidente no sexo masculino do que no feminino. O maior fator de risco da doença é a infecção, ao longo do tempo, pela bactéria H. pylori, mas o consumo de alimentos conservados no sal e defumados, a obesidade, o álcool (quando consumido em grande quantidade) e o tabagismo também contribuem para o aumento do risco de uma pessoa desenvolver a doença.

Assim como em outros dos principais tipos de câncer, a alimentação auxilia na proteção do organismo contra a doença, principalmente a que contém frutas, legumes, cereais, fibras de forma geral, etc.

Câncer de próstata

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens. A maior parte dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. Alguns tumores podem crescer de forma rápida, espalhar-se para outros órgãos e levar à morte. Outros se desenvolvem lentamente e nem chegam a dar sinais durante a vida e nem a ameaçar a saúde do homem, em alguns casos.

Apesar disso, é importante o homem realizar os exames de sangue (PSA) e de toque anualmente a partir dos 50 anos ou dos 45 anos, no caso de ter um pai ou um irmão com a doença. A existência de casos na família aumentam em até 10 vezes o risco de um homem ter a doença em comparação à população em geral.

Câncer de colo do útero

O câncer do colo do útero é o terceiro tumor mais frequente na população feminina, atrás somente do câncer de mama e do colorretal, e a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil.

É causado por alguns tipos do Papilomavírus Humano (HPV). As alterações nas células são descobertas no exame preventivo (conhecido também como Papanicolau) e são curáveis na maior parte dos casos. Por isso é tão importante as mulheres realizarem o exame periodicamente.

O que fazer para prevenir

Já está comprovado que uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e com menos gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco de câncer, como também de outras doenças crônicas não-transmissíveis. Nesse sentido, outros hábitos saudáveis também são recomendados, como fazer, no mínimo, 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar.