Quando fazer o autoexame dos testículos?

02/05/2017

Quando fazer o autoexame dos testículos?

O autoexame dos testículos serve para detectar o câncer de testículo ainda em estágio inicial, o que torna maiores as chances de cura. É recomendado que todos os homens, com mais de 15 anos, façam o autoexame, pelo menos, uma vez por mês.

Esse tipo de câncer é mais frequente em adolescentes e em homens com até 40 anos de idade. Geralmente, não apresenta outros sintomas além de nódulos ou aumento do próprio testículo, que são indolores.

De todos os casos de câncer detectados em homens, 5% correspondem ao tumor de testículo, segundo dados levantados pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca). O índice de morte é baixo, mas, mesmo assim, a doença precisa ser tratada porque evolui rapidamente e existe o risco de ocorrer metástase, ou seja, de as células cancerígenas se espalharem pelo corpo e atingirem outros órgãos.

Homens com histórico de câncer de testículo na família, que sofreram alguma lesão ou trauma na bolsa escrotal ou tiveram criptorquidia (falha na descida dos testículos para o escroto) têm maiores chances de desenvolver a doença e, por isso, precisam redobrar o cuidado.

O percentual de cura entre homens diagnosticados precocemente com câncer de testículo é de 70% a 95%, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos, mesmo nos casos mais avançados.

Orientações de como fazer o autoexame dos testículos

O autoexame dos testículos deve ser feito sempre depois de um banho quente, pois o calor relaxa o escroto, facilitando a identificação de qualquer anormalidade. Para realizá-lo, deve-se permanecer em pé, em frente a um espelho. Primeiro, veja se há alterações em alto relevo na pele do escroto.

Em seguida, segure um dos testículos com os dedos indicador, médio e polegar, e revire-o entre os dedos. Faça o mesmo com o outro testículo. Dor excessiva, nódulos, endurecimento e assimetria no tamanho são sinais aos quais é preciso estar atento.

A última parte do exame é a verificação do epidídimo, um pequeno canal localizado atrás do testículo, responsável por recolher e transportar o esperma. É na lateral dos testículos que muitos tumores malignos se formam. Portanto, caso desconfie de que seus testículos não estejam normais ao terminar o autoexame, procure um urologista, sem medo, apenas por precaução.

Algumas infecções podem ocasionar mudanças nos testículos, que voltam ao que eram após o tratamento adequado. Mas se, após a avaliação médica, for confirmado que as alterações foram causadas por um tumor que há pouco tempo começou a se desenvolver, lembre-se de que existe grande chance de curá-lo devido ao diagnóstico precoce.