Blog

Complicações crônicas do diabetes

Material escrito por:
Clínica Soma
Complicações crônicas do diabetes

A partir deste post vamos abordar brevemente as complicações crônicas que podem acontecer no paciente com diabetes, principalmente, aqueles que não fazem um tratamento adequado. Você já deve ter ouvido ou lido que o diabetes é uma doença silenciosa,certo?

O que isso quer dizer? Antes de aparecer algum sintoma, o excesso de açúcar no sangue já está danificando lentamente seu organismo e quando você inicia com muita sede, muita fome, começa urinar muito, emagrece rapidamente é porque o açúcar já estava alterado no seu sangue há muito tempo, sem provocar nada aparente. É por este motivo que temos que manter o acompanhamento médico, para descobrir o mais cedo possível qualquer alteração.

Quanto mais tempo você mantém a glicemia elevada, mais chance de desenvolver as complicações crônicas do diabetes. Preste atenção!

NEUROPATIA DIABÉTICA: acometimento neurológico devido ao aumento do açúcar no sangue de longa data.

Existem várias categorias de acometimento, mas o que precisamos saber que esta complicação pode gerar:

  • alteração da sensibilidade – nos pés, por exemplo, gerando formigamento. Com a sensibilidade diminuída podem ocorrer pequenas lesões nos pés, imperceptíveis, mas que serão porta de entrada para bactérias; podendo levar a infecção e posterior amputação em casos graves.
  • alteração da função cardiovascular, hipotensão postural (tontura quando você muda bruscamente de posição), formação de placas de gordura nos vasos sanguíneos, podendo levar a obstruções e dependendo do local resultar em AVC isquêmico, Infarto do miocárdio, Doença arterial periférica.
  • digestiva: prejudicar a digestão, causar diarreia ou intestino preso (constipação),
  • genitourinária: bexiga neurogênica (incontinência urinária, urgência miccional, retenção urinária) e disfunção erétil.

Para cada acometimento existe um tratamento específico, porém para todos eles o tratamento ouro é o controle glicêmico, feito através da mudança do estilo de vida (atividade física e alimentação) e medicamentos quando necessário.

Não deixe de fazer seu acompanhamento médico!

RETINOPATIA DIABÉTICA (RD): principal causa de cegueira em pessoas com idade entre 20 e 74 anos.

O edema macular é a principal causa de baixa visual, que pode estar presente nas fases iniciais da retinopatia.

A forma proliferativa da retinopatia, é a mais grave e se relaciona mais frequentemente com a perda visual grave, devido a eventos irreversíveis, como a isquemia retiniana difusa e o descolamento de retina.

A boa notícia é que o risco de cegueira pela RD pode ser reduzido a menos de 5% quando o diagnóstico é realizado em tempo adequado e o tratamento realizado corretamente.

Lembrete: paciente diabético precisa ter também o acompanhamento com o médico oftalmologista programado e rigorosamente cumprido.

DOENÇA RENAL DO DIABETES (DRD): nossos rins tem várias funções, mas a principal é a filtração do nosso sangue, nos livrando de toxinas e produzindo nossa urina.

Novamente, o excesso de açúcar no nosso sangue é capaz de danificar as poderosas células renais, fazendo com que o rim vai perdendo sua função progressivamente até totalmente, momento em que o paciente precisará de diálise/transplante renal.

Infelizmente, a DRD está associada também ao aumento de mortalidade.

Por isso, temos que ficar de olho na função renal e manter o controle da glicemia adequado.

O que achou do nosso conteúdo? Saiba mais sobre prevenção da sua saúde e do diabetes em nossas redes sociais! Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Conteúdos Relacionados