Dicas de exercícios para quem tem câncer

Por: - CRM/SC 17.376 - RQE 14.798
Publicado em 21/08/2019 - Atualizado 29/08/2019

Dicas de exercícios para quem tem câncer

Após o diagnóstico do câncer, a rotina do paciente passa por diversas transformações. As idas ao médico aumentam, assim como os cuidados para tratar a doença e a manutenção do acompanhamento psicológico regular.

Cada paciente reage ao tratamento de forma diferente e, da mesma forma, apresentam efeitos colaterais diversos. No entanto, existem algumas orientações que podem ser realmente muito benéficas para o paciente que está sob o tratamento do câncer e a prática regular de exercício físico é uma delas.

Ouça este conteúdo: 

 

Câncer e atividade física: por que é importante se exercitar durante o tratamento?

Além de ser totalmente seguro praticar exercícios físicos durante o tratamento do câncer, esse é um hábito recomendado pelos médicos para a melhoria do quadro do paciente. De forma geral, os exercícios físicos atuam na melhoria do funcionamento do corpo, além de inúmeros outros benefícios como:

  • aumento da autoestima;
  • diminuição da ansiedade;
  • redução da sensação de fadiga, ocasionada pela quimioterapia;
  • bom funcionamento cardíaco;
  • manutenção da composição corporal adequada;
  • previne a degeneração muscular;
  • diminuição da perda muscular;
  • promove relaxamento e melhora a qualidade do sono, ajudando em casos de insônia;
  • a dor pode ser reduzida em decorrência dos neurotransmissores liberados pela atividade física.

No entanto, é fundamental que cada caso seja avaliado individualmente. Outro fator importante é o cuidado ao se exercitar exageradamente, caso o paciente venha de uma vida sedentária. Por isso, o ideal é ir com calma e sob os cuidados de uma orientação médica bem avaliada.

Começar com atividades leves e rápidas, como caminhadas, é fundamental. De maneira geral, o recomendado é realizar cerca de 150 minutos de exercício físico durante toda a semana e os exercícios podem ser divididos em aeróbicos e resistência muscular.

Recomendações importantes ao paciente com câncer

Além de passar por uma cuidadosa orientação médica para praticar as atividades físicas, é fundamental que o exercício seja evitado ou extremamente controlado nos seguintes casos:

  • anemia severa;
  • baixa imunidade;
  • uso de sonda e cateter;
  • sensibilidade alterada dos pés;
  • equilíbrio comprometido;
  • lesões ósseas.

Mas como dissemos, isso vai depender de cada caso em específico. E você sabia que além de auxiliar o paciente com câncer, os exercícios físicos também previnem o surgimento da doença?

O exercício físico como prevenção do câncer

Além de ser indicado para melhoria do tratamento do paciente com câncer, a prática de exercício físico regularmente tende a diminuir o risco de recorrência da doença em pacientes que já se trataram. 

Da mesma forma, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), realizar atividades físicas diárias, como pedalar, caminhar, nadar e dançar também favorece a proteção contra a doença.                 

Isso, pois os níveis de hormônios mantém-se equilibrados, assim como o trânsito gastrointestinal e a imunidade. Assim, é possível prevenir o câncer de mama, câncer de intestino e câncer de endométrio.

Experimente ir caminhando para o trabalho ou trocar o elevador pelas escadas. Visite parques e praças ao ar livre e movimente-se de alguma forma: seu organismo agradece.

Você já conhece o “Guia do paciente com câncer”? Aproveite para fazer o download, é gratuito.


Material escrito por:
- CRM/SC 17.376 - RQE 14.798
Publicado em 21/08/2019 - Atualizado 29/08/2019

Curso de Medicina na Universidade Federal de Santa Catarina (2011). Especialização em Clínica Médica no Hospital das Clínicas da USP...

Agendamento Online
Whatsapp