Dicas para uma ceia de natal para pacientes com câncer


Publicado em 10/12/2019 - Atualizado 23/01/2020

Dicas para uma ceia de natal para pacientes com câncer

Celebrar a ceia de natal é um ato de amor e união, não é mesmo?

Repleto de significado, o natal é uma data onde as pessoas se lembram da importância de celebrar o amor e a união em família, seja lá como isso se manifeste na vida de cada um. Como já sabemos, uma das expressões mais marcantes do espírito natalino é a ceia, onde a confraternização representa todo esse significado.

No entanto, o paciente com câncer deve tomar alguns cuidados com a mesa farta, já que algumas considerações para quem está passando pelo tratamento oncológico não permitem exceções.

Ouça este conteúdo:

 

Ceia de natal para o paciente com câncer: esteja atento

Preparamos um artigo muito especial para o paciente com câncer e toda a sua família, mostrando a importância da ceia natalina para quem está passando pela doença e qual a melhor forma de viver esse momento livre de complicações.

Conversamos com a Cláudia Patounas (CRN10 4462), nutricionista funcional da Clínica Soma, que esclareceu o assunto e disponibilizou algumas opções natalinas para o paciente com câncer. Confira:

Quais são as restrições gerais da ceia de natal para o paciente com câncer?

“Deve-se evitar embutidos e defumados ou ingredientes com muito aditivos químicos e artificiais, além de manter uma atenção restrita aos alimentos com muita gordura e muito açúcar. 

Moderação é a palavra chave. O que não deve ser consumido de maneira alguma é bebida alcoólica, principalmente os pacientes que estão realizando a quimioterapia

Por qual(is) motivo(s) o paciente com câncer não pode consumir esses alimentos?

“Os embutidos não são recomendados durante todo o tratamento pois possuem muito sódio, condimentos e gorduras, além de conter nitritos e nitratos, que correspondem à substâncias cancerígenas.

A recomendação é evitar excessos e alimentos gordurosos, pois podem potencializar efeitos indesejáveis da quimioterapia, como náuseas, vômitos e diarreia

Além disso, as bebidas alcoólicas podem interagir com a medicação utilizada na quimioterapia, piorando as lesões na boca (mucosite) e dificultar a cicatrização.”

Pode haver complicações caso haja uma exceção na ceia natalina para o consumo desses alimentos?

“Caso isso aconteça, é possível que haja uma potencialização dos efeitos indesejáveis da quimioterapia, como náuseas, vômitos e diarreia, como já citados anteriormente”

O ideal é que toda a família modifique o cardápio para estimular o paciente?

Quanto mais o paciente tiver o apoio da família, melhor será. A ceia representa muito mais do que simplesmente um ato biológico nutricional, pois é um ato de carinho, amor, afeto, respeito e alegria. 

Por isso, nada mais justo que a família apoie o paciente nesse momento, priorizando opções mais saudáveis e nutritivas

Quais são as melhores opções de cardápio para a ceia de natal do paciente com câncer?

Para oferecer uma ceia nutritiva e saborosa para o paciente, a nutricionista nos orientou sobre algumas opções bastante acessíveis:

Comece pela entrada

“Como em qualquer ceia, não pode faltar uma entrada. No caso do paciente com câncer, a sugestão foi: salada de folhas bem coloridas, temperadas com ervas aromáticas, azeite de oliva e incrementadas com um pouco de nozes ou castanhas. 

Para finalizar, experimente dar um toque especial com fatias de frutas como a manga e o morango. Lembrando sempre que ao preparar a salada, deve-se higienizar muito bem as folhas. 

Outra dica é usar petiscos gelados como cenoura e pepino cortados em forma de palito. Assim, ficam com consistência crocante e podem ser servidos com pastinhas diversas. O ovinho de codorna, tomate cereja, bolinhas de mussarela de búfala também são ótimas opções”

O prato principal

“O prato principal, o tradicional peru recheado, deve ser consumido com moderação e somente a carne, sem a pele, já que esta contém níveis altos de gordura. Uma boa dica é substituir o peru por lombo suíno, que é uma carne mais magra ou mesmo um salmão com crosta de gergelim.

Para o acompanhamento de arroz, deve preferir o arroz integral, adicionando amêndoas ou quinoa ou ainda cenoura, ervilha e uvas passas para dar um toque especial e nutritivo. 

Além disso, faça um mix com castanha do Pará, castanha de caju, amêndoas, avelãs, nozes, amendoim, uva-passas, damascos e tâmaras secas. 

Que tal ainda uma cesta de frutas in naturas cortadas? Essas frutas podem ser combinadas com as  oleaginosas, pois assim, a saciedade estará garantida!”

Outras dicas importantes

“Além das sugestões recomendadas já citadas, algumas outras dicas podem ser muito úteis para a ceia natalina do paciente oncológico:

  • chocolates em pequenas porções podem ser consumidos, principalmente os de 70% cacau;
  • os panetones necessitam de uma atenção maior e as opções com frutas cristalizadas sejam melhores que os com chocolate;
  • para beber prefira os sucos naturais, água e água de coco ou ainda drinks sem álcool;

Além disso, é importante orientar que os pacientes que já estão apresentando algum efeito colateral devem se consultar com uma nutricionista para uma avaliação individualizada antes do natal. 

Conhecendo os seus sintomas, um profissional irá orientar a dieta ideal para o paciente aproveitar a ceia com saúde”

Confira algumas receitas para o paciente com câncer aproveitar a ceia natalina

Agora que vimos a importância de manter um acompanhamento durante a ceia natalina para o paciente com câncer, confira duas receitas imperdíveis para aderir no grande dia:

Farofa funcional  

Ingredientes:

  • ½ xícara (chá) de cebola picada;
  • 4 colheres (chá) de manteiga Ghee derretida;
  • ¾ de xícara (chá) de farinha de mandioca;
  • 1 colher (sopa) de nozes partidas;
  • 1 colher (sopa) de amêndoas partidas;
  • 1 colher (sopa) de castanha portuguesa picada;
  • 1 colher (sopa) de uvas-passa.

Modo de preparo

Em uma frigideira antiaderente, doure a cebola na manteiga. Depois, adicione a farinha aos poucos e mexa bem até tostar. Coloque a farofa em um recipiente, adicione as frutas secas, mexendo cuidadosamente. Sirva em seguida.

Fondue Funcional Cobertura Ganache

Ingredientes

  • 150ml de leite de coco caseiro;
  • 150g de chocolate 85%;
  • 1 colher de sopa de óleo de coco;

Modo de Preparo

Derreta o chocolate em banho maria e misture com os demais ingredientes até formar um composto liso. Pode utilizar o mixer, se necessário.

Espetinho de frutas 

Ingredientes

  • 2 unidades de banana;
  • 2 unidades de kiwi;
  • 2 unidades de bergamota;
  • 1 xícara de maçã picada;
  • 1 xícara de morangos picados;
  • 1 xícara de uva.

Modo de preparo

Com o auxílio de uma faca, corte todas as frutas, exceto as uvas e as coloque em espetinhos. Despeje a cobertura de ganache por cima.

O que devemos saber sobre dieta do paciente com câncer?

“A alimentação do paciente oncológico tem que ser a mais colorida possível, rica em frutas, verduras, ovos, peixes, frango e cereais integrais. Deve-se evitar o excesso de consumo de carnes vermelhas, produtos industrializados, embutidos em geral e bebidas alcoólicas. 

Além disso, é fundamental ingerir bastante líquido, principalmente água. O ideal é sempre dar preferência para os alimentos orgânicos, assados, grelhados e cozidos, ao invés de frituras”

Como deve ser o suporte da dieta do paciente com câncer?

“É necessário fazer um  acompanhamento nutricional para auxiliar o paciente a ter um organismo tão saudável quanto possível. 

Isso pode ser feito por meio de uma dieta equilibrada e individualizada para cada caso, diminuindo os possíveis desconfortos que podem surgir na alimentação, em decorrência dos efeitos colaterais. 

Além disso, uma dieta equilibrada aumenta consideravelmente as chances de eficácia do tratamento. Afinal, um corpo mais saudável tem muito mais chances de suportar as dificuldades do tratamento, combatendo e vencendo a doença.”

Notou a importância de um acompanhamento multidisciplinar para o paciente com câncer? Conheça a equipe da Clínica Soma.

Whatsapp