O papel dos alimentos na prevenção do câncer


Publicado em 10/03/2020

O papel dos alimentos na prevenção do câncer

Você sabia que a escolha dos alimentos na prevenção do câncer é uma atitude simples que, se adotada agora mesmo, pode amenizar drasticamente o número de casos da doença?

É isso mesmo, a alimentação está completamente relacionada ao desencadeamento do câncer. Por isso, ao prestar atenção a uma dieta saudável e outras medidas importantes, podemos contribuir para uma saúde equilibrada e, consequentemente, reduzir os casos de câncer.

Leia o artigo e anote os alimentos que devem ser incluídos na dieta, assim como aqueles que devem ser evitados:

Alimentos na prevenção do câncer: fique atento

Primeiramente, é importante orientar que não existe um único alimento capaz de proteger o indivíduo do câncer, por si só. Ou seja, para prevenção do câncer, o ideal é que seja adotada uma dieta completa e totalmente equilibrada.

Por isso, ao se alimentar corretamente, é possível diminuir consideravelmente tanto o risco de desenvolver muitos tipos de câncer, como também de evitar a sua recorrência. 

E o que deve ser incluído na dieta?

Inclua diariamente frutas, verduras (dar preferência para folhosos verdes escuros), legumes, cereais integrais (arroz integral, macarrão integral, pão integral…), oleaginosas (castanhas, nozes, amendôas), sementes (girassol, abóbora, chia, linhaça, gergelim), carnes magras, ovos e leguminosas. Quanto mais colorida a sua alimentação, mais nutritiva. Não esqueça de beber bastante líquidos, sucos naturais, chás, água e água de coco. 

De toda forma, para que haja eficiência, a escolha dos alimentos para compor uma alimentação nutricionalmente balanceada, deve ser feita com base na quantidade correta.

É importante considerar também que óleos, gorduras, sal e açúcar, extraídos de alimentos in natura, devem ser utilizados com moderação para temperar, preparar e cozinhar os alimentos.

Isso, pois o consumo excessivo de sódio e gorduras saturadas pode aumentar o risco de desenvolver doenças cardíacas e outras doenças crônicas. Quando possível, procure substituí-los por temperos naturais, como cebola, alho e ervas aromáticas.

Por isso, o grande problema é a quantidade a ser utilizada, pois, é a partir do tamanho das porções que as desvantagens podem surgir. No entanto, enquanto determinados alimentos devem ter seu consumo apenas reduzido, outros devem ser estritamente evitados.

O que deve ser evitado?

Evite o consumo de produtos industrializados, embutidos, ricos em conservantes, aditivos alimentares, gorduras trans, sódio e açúcar. A ingestão de carne vermelha e gorduras saturadas devem ser moderados. 

Mantenha a saúde em dia

De qualquer forma, é fundamental que antes de iniciar qualquer preparo e mudança, um nutricionista seja consultado para saber qual é a melhor dieta para o seu caso, além de verificar se existe alguma restrição ou alergia alimentar.

Além da alimentação saudável, é muito importante adotar outras medidas atuantes na prevenção do câncer, como aumentar a ingestão de água, praticar atividade física regularmente e manter o peso corporal sempre equilibrado.

Esse artigo foi útil para você? Aproveite para conhecer mais sobre o câncer, acessando o blog da Clínica Soma.

 

Whatsapp