Qual é a diferença entre a síndrome de intestino irritável e a doença de chron


Publicado em 16/12/2019 - Atualizado 19/12/2019

Qual é a diferença entre a síndrome de intestino irritável e a doença de chron

A síndrome do intestino irritável (SII) é um problema do trato digestivo que desencadeia diarreia ou constipação recorrentes, sendo a dor abdominal o sintoma mais evidente da doença. 

Já a Doença de Crohn é uma doença intestinal de caráter inflamatório crônico, onde a parte inferior do intestino delgado ou o intestino grosso podem ser afetadas, além de qualquer parte do trato digestivo.

São problemas que parecem ter muito em comum, não é mesmo?

No entanto, embora haja muitas semelhanças entre a síndrome do intestino irritável e a Doença de Crohn, é importante saber diferenciá-las e reconhecer os seus principais sintomas. Leia o artigo e conheça sobre cada uma delas:

Síndrome do Intestino Irritável (SII): o que é?

A SII prejudica o funcionamento das atividades normais do organismo, aumentando a sensibilidade dos nervos intestinais, limitando o movimento do intestino ou até mesmo alterando a forma como todas essas funções são controladas pelo cérebro. 

No entanto, é importante considerar que a SII não apresenta problemas na estrutura do órgão, o que pode ser comprovado pelos testes laboratoriais no momento do diagnóstico.

Embora a causa da doença seja ainda desconhecida, é sabido que o trato digestivo torna-se completamente sensível a diversos estímulos. Inclusive, essa hipersensibilidade pode se agravar com a ingestão de determinados alimentos. De forma geral, podemos dizer que a SII é um distúrbio multifatorial que se relaciona com alterações neurológicas, diretamente relacionadas ao intestino.

Assim sendo, podemos dizer que os sintomas da Síndrome do Intestino Irritável estão relacionados com essa hipersensibilidade visceral.

Sintomas

É importante orientar que a SII, geralmente, se inicia na adolescência e as crises de sintomas aparecem e desaparecem em intervalos irregulares. No entanto, é possível que a doença se manifeste inicialmente na fase adulta, embora não seja algo comum.

Sobre os SII, podemos citar:

  • dor abdominal, que se intensifica ou alivia após a evacuação;
  • mudança da frequência de evacuação (constipação ou diarreia);
  • consistência das fezes alteradas;
  • muco nas fezes;
  • inchaço abdominal;
  • sensação de esvaziamento incompleto após a evacuação.
  • flatulência.

Diagnóstico e tratamento

Para diagnosticar a SII, são realizados exames clínicos, já que não há nenhum teste específico para comprovar a síndrome. No entanto, existem diversos testes laboratoriais que podem ser feitos para excluir outras doenças do trato gastrointestinal.

Quanto ao tratamento da Síndrome do Intestino Irritável, podemos considerar como fundamental a aplicação de uma dieta adequada, que amenizam os sintomas. Ou seja, com o paciente, o médico vai identificando os alimentos e bebidas que prejudicam os sintomas e, por isso, o tratamento também deve ser orientado por um nutricionista.

Além disso, é necessário incluir o consumo de fibras, quando há constipação e utilizar a via medicamentosa, quando julgado necessário pelo médico.

Agora que conhecemos sobre a Síndrome do Intestino Irritável, vamos ver em que se assemelha e difere a Doença de Crohn, que muitas vezes é confundida com a SII?

Doença de Crohn: como se difere da SII?

A Doença de Crohn é uma doença autoimune, pois afeta o sistema imunológico, que desencadeia uma inflamação no trato gastrointestinal. 

Embora possa afetar qualquer região do trato gastrointestinal, a Doença de Crohn tende a acometer, na maioria das vezes, a parte inferior do intestino delgado (íleo) ou o intestino grosso (cólon).

Sintomas

Embora a Doença de Crohn também provoque diarreia e cólica abdominal, existem alguns sintomas mais evidentes que devem ser observados, como:

  • febre;
  • sangramento retal;
  • perda de apetite;
  • perda de peso;
  • dor nas articulações;
  • lesões na região anal (hemorroidas, fístulas e abscessos).

Além disso, a diarreia pode começar de forma lenta ou de forma súbita, podendo também desencadear dores articulares e lesões na pele. A diarreia também costuma aparecer após as refeições.

Diagnóstico e tratamento

Após a procura do médico mediante as suspeitas dos sintomas, alguns testes laboratoriais para confirmar a doença serão indicados, como exames de sangue e exames de imagem.

O tratamento da Doença de Crohn é realizado em etapas, de acordo com a gravidade do problema. Ou seja, primeiramente, o paciente deverá mensurar a frequência e intensidade dos sintomas, assim como a periodicidade das crises.

De forma geral, o tratamento visa interromper o processo inflamatório desordenado e controlar os sintomas da doença. Além disso, o tratamento com medicamentos imunobiológicos também pode ser indicado para tratar o problema.

Como identificar o diagnóstico preciso?

É muito importante procurar ajuda médica, após o surgimento de qualquer sintoma descrito acima. 

Relate ao especialista tudo o que sente e investigue a fundo a verdadeira causa de seu desconforto gastrointestinal, pois somente um profissional de confiança poderá te ajudar a emitir o diagnóstico correto. 

De qualquer forma, também é importante ir com frequência ao médico, o que pode prevenir o surgimento dessas doenças, antes mesmo de notar o primeiro sintoma.Quer conhecer mais sobre o tratamento da Doença de Crohn? Leia o artigo que preparamos para entender sobre a atuação dos medicamentos imunobiológicos nessa doença autoimune.

Whatsapp