Tratamento psicológico

O câncer ainda é uma doença inexplicável quanto à sua origem. Muitas vezes, pessoas absolutamente saudáveis são acometidas pelos tumores e têm que enfrentar inúmeros tratamentos e mudanças bruscas em suas vidas. Por isso, o tratamento psicológico é fundamental para o apoio e suporte aos pacientes oncológicos.

Afinal de contas, o acompanhamento psicológico ajuda no enfrentamento da doença, para que o paciente possa suportar suas inquietações, além de lidar com seus medos, ansiedades e preocupações comuns quando se luta contra o câncer.Também auxilia os pacientes a encontrarem suas capacidades de enfrentamento e dimensionar suas forças pessoais para cada momento do tratamento.

Inclusive, a falta de tratamento psicológico pode ser uma barreira, já que o sofrimento emocional impacta a qualidade de vida do paciente e dos familiares, afetando de forma negativa à adesão às terapias oncológicas.

Nesse sentido, a psico-oncologia é uma área de atendimento especialmente voltada à assistência psicológica de pacientes que enfrentam a batalha contra o câncer. A intenção é colaborar com o tratamento e, além disso, oferecer respaldo emocional, para que os indivíduos possam diminuir suas angústias e preocupações.

Por que o tratamento psicológico é importante?

Estima-se que mais de 12 milhões de pessoas sejam diagnosticadas com câncer em todo o mundo. No Brasil, dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) revelam uma incidência de 600 mil pacientes, só no ano de 2020.

Embora os avanços científicos tenham proporcionado uma boa taxa de remissão e cura, o câncer é visto como a doença do século e, por conta disso, causa medo e insegurança para muitas pessoas.

A psico-oncologia é uma base importante para lidar com os sentimentos inquietantes que acompanham os pacientes diagnosticados com câncer. Além do mais, é uma forma de contribuir para melhor eficiência dos tratamentos, uma vez que os aspectos psicológicos também interferem na melhora dos indivíduos.Mesmo após o término do tratamento, o pós e todo acompanhamento, a volta às rotinas, deflagram emoções que precisam de acompanhamento.Não é raro lidar com o fantasma da recidiva que é um forte agente estressor.

Os estudos na área de psico-oncologia apontam que os estressores podem reduzir a qualidade de vida dos pacientes e de seus familiares e, por conta disso, a assistência e o tratamento psicológico são fundamentais nos métodos terapêuticos contra o câncer.

Os serviços prestados pelos psicólogos envolvem entre outros:

  • ajudar os pacientes a lidar com as mudanças impostas pela doença;
  • contribuir para melhor adesão ao tratamento oncológico;
  • auxiliar no manejo da dor e do estresse relacionado ao câncer;
  • colaborar com a tomada de decisões do paciente;
  • possibilitar o enfrentamento da dor e de possíveis consequências.
  • auxiliar na lida dos pensamentos sobre finitude.

Além disso, o tratamento psicológico também é recomendado para os pacientes que estão passando por fases de euforia, como a remissão e cura do câncer. Estas fases podem contribuir um otimismo tóxico que afasta a pessoa de auto cuidados importantes par a manutenção da saúde.

Afinal de contas, mesmo vencida a batalha contra a doença, é necessário adaptar a vida às novas condições, incluindo a adoção de comportamentos mais saudáveis para diminuir os riscos de recidiva.

O tratamento psicológico como apoio aos familiares

O diagnóstico de câncer afeta não só a vida do indivíduo, mas todo o seu entorno, principalmente os familiares mais próximos. Até porque, nem sempre a família sabe como ajudar o paciente, o que desperta uma sensação de impotência.

Por conta disso, o tratamento psicológico aos familiares e pessoas próximas é um recurso que contribui para o enfrentamento do câncer, já que o círculo social do paciente também precisa lidar com a mudanças, além de ser uma maneira de amenizar o sofrimento da família e amigos.

É claro que lidar com toda essa situação nem sempre é fácil. Por isso, é necessário alinhar os objetivos do tratamento psicológico e, ao mesmo tempo, buscar alternativas que façam sentido ao paciente e seu familiares (como atividades prazerosas, propostas de diálogos mais abertos, entre outras atitudes).

Encontrar sentido para a vida é um dos papéis mais importantes em uma terapia, especialemnte quando nos sentimos ameaçados.

O tratamento psicológico no câncer de mama

O tratamento psicológico é indicado para todos os tipos de cânceres, mas ele tem um impacto ainda mais especial para o enfrentamento ao câncer de mama.

Quando a mulher descobre que tem um nódulo na mama, muitos questionamentos e dores surgem , pouco ou nada, amenizadas por exames físicos e tratamentos radiológicos. Além do mais, essa situação se agrava, quando é necessário retirar parte da mama ou fazer uma amstectomia radical para conter o avanço da doença.

Além de ter que enfrentar questões relacionadas intimamente com a auto estima como a perda do cabelo e alterações no pesp e formato do corpo muitas vezes.

Por esse motivo, é fundamental que a mulher tenha suporte emocional para lidar com toda essa carga de enfrentamento ao câncer de mama.

A Clínica SOMA conta com uma equipe especializada em oncologia e para suporte no tratamento psicológico contra o câncer. Siga-nos no Facebook e Instagram e saiba como ter a melhor assistência emocional.

Tratamento psicológico

Gostou? Compartilhe

Material escrito por:
esaude@clinicasoma