Blog

Você sabe o que é metástase?

user
Material escrito por:
esaude@clinicasoma
Você sabe o que é metástase?

Até hoje, a palavra “câncer” acompanha uma série de dúvidas, especialmente em relação ao o que é metástase, já que essa é uma das condições que mais preocupa os pacientes. Inclusive, muitas pessoas querem saber se a metástase tem cura e como ela se origina.

Mas, para se compreender o que é metástase, antes é preciso entender como os tumores se desenvolvem. Até porque, a condição está diretamente relacionada ao desenvolvimento das células cancerígenas no corpo.

O tumor consiste no acúmulo de células cancerígenas, formando uma espécie de caroço. Assim, há um crescimento e formação anormal na região, mas, em algumas vezes, os nódulos são assintomáticos.

É o caso dos tumores benignos, que têm um crescimento organizando e lento, além de não invadirem órgãos próximos. Já o tumor maligno é um câncer, no qual há um crescimento celular desorganizado que pode atingir outros lugares do corpo, caracterizando a metástase.

Ao longo do artigo, saiba o que é metástase, quais os tratamentos e como lidar com essa condição associada ao câncer.

Mas, afinal, o que é metástase?

metástase ocorre quando a célula cancerígena se propaga para partes distantes do corpo de seu local original. Este processo não é fácil e várias etapas devem ocorrer até que se transforme em uma lesão clínica detectável. A maioria dos cânceres podem formar metástases.

Segundo uma pesquisa publicada no portal “Medicina Net”, cerca de 20% a 40% dos pacientes apresentam metástases cerebrais, sendo uma condição mais comum nos adultos. Entre as mais comuns, destacam-se: o carcinoma pulmonar (45%), carcinoma de mama (20%) e melanoma (15%).

Além disso, os ossos, fígado e pulmão são as regiões mais comuns para metástases. Vale ressaltar que, embora os cânceres tenham capacidade para se disseminar para partes diversas do corpo, eles tendem a seguir um padrão de locais.

Veja, abaixo, os tipos de cânceres e os respectivos locais mais comuns para metástases:

  • bexiga: fígado, osso, pulmão;
  • mama: cérebro, fígado, osso, pulmão;
  • colorretal: fígado, peritônio, pulmão;
  • rim:  cérebro, fígado, glândula adrenal, osso, pulmão;
  • pulmão: cérebro, fígado, glândula adrenal, osso, pulmão;
  • melanoma: cérebro, fígado, osso, pele/músculo, pulmão;
  • ovário: fígado, peritônio, pulmão;
  • pâncreas: fígado, peritônio, pulmão;
  • próstata: fígado, glândula adrenal, osso, pulmão;
  • estômago: fígado, peritônio, pulmão;
  • tireoide: fígado, osso, pulmão;
  • útero: fígado, osso, peritônio, pulmão, vagina.

A identificação da metástase acontece, muitas vezes, durante os exames realizados no diagnóstico do câncer primário. Em outros casos, ela é encontrada durante o seguimento do paciente após o diagnóstico inicial de um tumor localizado, por meio do acompanhamento nas consultas, do exame físico e dos exames laboratoriais e de imagem, entre outros.

Por isso, a importância de se manter um acompanhamento clínico após o diagnóstico e um tratamento de um câncer localizado.

A metástase tem cura?

metástase não tem cura, mas atualmente há vários tratamentos alternativos que proporcionam melhor qualidade de vida e contribuem para a redução dos sintomas.

Grande parte dos pacientes diagnosticados com metástase apresenta lesões de efeito expansivo ou edemas, bem como sintomas de crises convulsivas e hipertensão intracraniana. Daí a importância de orientar um tratamento o quanto antes, logo no diagnóstico da condição.

Os pacientes com metástase devem ser estabilizados clinicamente e são submetidos à terapia apropriada. No caso de edema cerebral, alguns tratamentos envolvem o uso de corticoides, mas isso irá depender muito das condições de cada indivíduo.

Ao ser identificado um tumor metastático, o tratamento ocorre de diferentes formas. A primeira delas pode ser com terapia sistêmica, através de quimioterapia, terapia biológica, terapia-alvo ou hormonioterapia. Há, também, o tratamento local, que é feito com cirurgia e radioterapia, ou mesmo uma combinação de todos esses. A recomendação varia de caso para caso. É importante ressaltar que é possível tratar a metástase mesmo que o tumor primário ainda seja desconhecido.

A Soma oferece os mais avançados recursos disponíveis e tem as melhores alternativas terapêuticas para o tratamento do câncer. Caso você tenha alguma outra dúvida, entre em contato com a equipe da Soma pelo telefone (48) 3223-6072. A equipe terá um prazer em ajudá-lo.

Conteúdos Relacionados