7 respostas sobre o câncer de mama

01/10/2018

7 respostas sobre o câncer de mama

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo, perdendo apenas para o câncer de pele não melanoma.

Vamos conhecer um pouco mais sobre o câncer de mama? Assim podemos preveni-lo ou tratá-lo de maneira eficiente, caso seja acometida  pela doença. A fonte recorrida para as respostas das perguntas a seguir é o Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Existe uma época da vida em que o câncer de mama se manifeste com maior incidência?

Após os 35 anos de idade, a tendência para desenvolver o câncer de mama aumenta consideravelmente, principalmente após os 50 anos. No entanto, embora seja uma condição rara, é possível verificar casos onde a doença se manifeste antes dos 35 anos.

Como identificar os primeiros sinais do câncer de mama?

De forma geral, qualquer alteração na mama pode ser considerada uma suspeita válida de investigação. Melhor do que ninguém, a mulher conhece as suas mamas e será capaz de perceber alguma modificação.

É fundamental que a mulher observe a sua mama por meio da autopalpação, seja após o banho ou no momento em que sentir maior intimidade com o seu corpo. Por isso, o autoexame da mama é tão importante na prevenção do câncer de mama, assim como a mamografia.

Quais são as alterações na mama percebidas como sintomas da doença?

Alguns sintomas importantes do câncer de mama são:

  • presença de nódulo fixo e geralmente indolor;
  • pele da mama avermelhada, retraída ou com aspecto de casca de laranja;
  • pequenos nódulos nas axilas;
  • pequenos nódulos no pescoço;
  • líquido suspeito que sai pelas mamas;
  • alterações no mamilo.

Quando fazer a mamografia?

A mamografia deve ser realizada, via de regra, após os 35 anos ou caso antes haja alguma predisposição maior para a doença. É fundamental que as mulheres sejam devidamente orientadas sobre os riscos e benefícios desse exame. De qualquer forma, o especialista irá direcionar a periodicidade para cada paciente.

 

Quais as mulheres que têm mais chances de desenvolver o câncer de mama?

As mulheres que possuem históricos de câncer em familiares consanguíneos, devem realizar a mamografia precocemente e dispor uma atenção especial. Por isso, caso a paciente se encaixe em algum dos casos mencionados a seguir, é importante que inicie um acompanhamento preventivo com o seu médico o quanto antes:

  • possuir histórico de câncer de ovário;
  • possuir casos de câncer de mama na família, principalmente em idade jovem;
  • possuir casos de câncer de mama em homens na família.

É possível prevenir o câncer de mama?

De maneira geral, é possível controlar os fatores de risco do câncer de mama e estimular os fatores protetores. Além disso, a prática regular de atividades físicas e alimentação saudável podem reduzir em até 28% o risco do desenvolvimento da doença. Outras medidas importantes para amenizar os riscos de manifestação do câncer de mama são:

Existe ainda a possibilidade de realização da terapia de reposição hormonal. No entanto, esta só deve ser realizada mediante o acompanhamento médico rigoroso.

Homem pode ter câncer de mama?

Embora seja bastante raro, cerca de 1% de todos os casos de câncer de mama, os homens podem sim desenvolver essa variação do câncer.

 

Quer saber mais sobre o câncer de mama? Confira as Principais perguntas e respostas sobre o câncer de mama.

Esse tema foi útil para você? Entre em contato com nossa equipe e tire suas dúvidas ou agende uma consulta!