Blog

A importância da nutrição no tratamento oncológico

Material escrito por:
Clínica Soma
A importância da nutrição no tratamento oncológico

A nutrição no tratamento oncológico é uma via fundamental para o bom andamento da recuperação do paciente com câncer.

Ouça este conteúdo:

 

Isso significa que uma alimentação saudável, rica em nutrientes essenciais, ingestão de fibras e quantidade adequada de água, com a manutenção do peso adequado, são questões determinantes para o sucesso do tratamento do câncer.

De acordo com Cláudia Patounas, nutricionista especializada em nutrição oncológica da Clínica Soma (CRN10 4462), o ideal é que logo após o diagnóstico do câncer, seja realizado também o acompanhamento com o nutricionista.

Dessa forma, é possível prevenir ou minimizar os efeitos colaterais dos tratamentos oncológicos, além de dispor de tempo para o fortalecimento do sistema imunológico e corrigir as crenças alimentares equivocadas sobre o mais apropriado para a dieta do paciente com câncer.

Conheça os benefícios de uma alimentação saudável durante o tratamento do câncer e entenda o quanto o nutricionista é essencial quando o intuito é curar a doença.

Nutrição no tratamento oncológico: entenda a importância

Como o paciente oncológico está exposto às diversas alterações no organismo em decorrência da progressão da doença, é fundamental que a alimentação esteja balanceada para manter os nutrientes que serão favoráveis à manutenção do peso, massa muscular e qualidade de vida do paciente.

Além disso, é muito comum que o paciente sinta muito incômodo em relação aos efeitos colaterais dos tratamentos oncológicos, como a quimioterapia e a radioterapia.

Sintomas como náuseas, vômitos, esofagite, mucosite, constipação, alterações no paladar e sensação de boca seca podem contribuir consideravelmente para a diminuição da ingestão alimentar do paciente.

Em decorrência disso, o paciente pode apresentar desnutrição, emagrecimento e diminuição da força e massa muscular.

Mas, graças à intervenção nutricional, é possível garantir o estado nutricional adequado do paciente, assim como o fortalecimento do sistema imunológico, o que garante que a pessoa fique forte o bastante para receber o tratamento.

Consequentemente, também é eficaz para diminuir a manifestação e intensidade desses efeitos colaterais, tornando-os mais amenos ou inexistentes, em alguns casos.

Como deve ser o acompanhamento nutricional?

Para prevenir complicações e o aumento da intensidade dos efeitos colaterais dos tratamentos oncológicos, o ideal é que o acompanhamento nutricional aconteça quanto antes, de preferência imediatamente após o diagnóstico de câncer.

Durante a consulta com o nutricionista, é importante que o paciente tire todas as suas dúvidas a respeito do assunto e conte com o apoio humanizado do profissional.

A partir disso, será criada uma dieta extremamente completa e específica para cada quadro, que atenda tanto às necessidades nutricionais básicas para o paciente com câncer, quanto para prevenir o surgimento ou complicações de outras doenças, como diabetes e hipertensão, por exemplo.

Dentre as funções do tratamento nutricional para o paciente oncológico, podemos citar como principais:

  • ajustar a ingestão alimentar atual para as necessidades nutricionais do tratamento associado a outras possíveis doenças (diabetes, hipertensão, etc);
  • monitorar a hidratação adequada do paciente;
  • manter o controle microbiológico e higiênico sanitário durante o preparo, manipulação e consumo dos alimentos;
  • fazer o manejo dos sintomas e efeitos colaterais do tratamento do câncer.

De qualquer forma, é importante lembrar que cada caso ainda é avaliado individualmente e, por isso, diversas outras recomendações podem ser incluídas no acompanhamento.

Dicas importantes para uma alimentação saudável

Incentivar uma alimentação balanceada para os pacientes com câncer é incluir todos os nutrientes necessários para o enfrentamento da doença.

Mas, além disso, é importante adotar algumas premissas básicas da saúde ao se alimentar, que devem ser incluídas na vida de qualquer pessoa que busca saúde e, inclusive, prevenir o câncer.

Veja algumas dicas gerais de alimentação saudável que podem te ajudar a manter uma dieta equilibrada:

  • coma devagar;
  • mastigue bem os alimentos;
  • beba, pelo menos, dois litros de líquidos diariamente;
  • inclua frutas, verduras e legumes na sua dieta;
  • evite o consumo de alimentos crus fora de casa;
  • fracione bem as refeições. Evite longos períodos em jejum;
  • higienize muito bem os alimentos antes de consumi-los;
  • troque os temperos prontos por temperos naturais;
  • evite o consumo de bebidas alcoólicas, alimentos gordurosos e industrializados;
  • dê preferência para carnes brancas como peixes, frango, ovos. Diminua o consumo de carne vermelha.

Lembre-se que essas são medidas básicas e que apenas um nutricionista qualificado pode fazer uma análise completa e eficaz sobre um balanceamento nutricional adequado para o seu caso.

Cuidar da alimentação é uma ação fundamental para prevenir o câncer e diversas outras enfermidades. Fique atento à sua dieta e viva com mais saúde!

Esse artigo foi útil para você? Acompanhe mais informações saudáveis sobre o câncer no Facebook e Instagram da Soma!

Conteúdos Relacionados