Blog

Como é realizado o exame de mamografia?

user
Material escrito por:
esaude@clinicasoma
Como é realizado o exame de mamografia?

mamografia é um exame que gera imagens de alta qualidade capazes de encontrar sinais precoces do câncer de mama precocemente, aumentando as chances de cura.

câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres. Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), foram diagnosticados mais de 60 mil novos casos só em 2021. Embora não exista uma causa específica para desenvolver a doença, existem alguns fatores de risco relacionados a esse tipo de câncer.

Por esse motivo, é aconselhado que toda mulher tenha conhecimento do próprio corpo, independente da idade. Fazer o autoexame todos os dias para reconhecer possíveis alterações é uma das formas de identificar a doença, já que caroços endurecidos são um dos sintomas.

Ainda assim, toda mulher com mais de 50 anos deve realizar a mamografia de rotina pelo menos a cada 2 anos. Afinal, esse exame é essencial para diagnosticar alterações que passem despercebidas pela mulher.

Tipos de mamografia

De acordo com a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM), a mamografia pode ser considerada um tipo de raio x das mamas.

Como já dito, a mamografia é feita com o intuito de identificar alterações suspeitas e deve ser feita a cada dois anos por mulheres de 50 a 69 anos. Já aquelas que tenham um histórico familiar de câncer de mama, devem começar a fazer os exames com pelo menos 10 anos antes da idade que a pessoa da família foi diagnosticada.

É importante destacar que a mulher, estando ou não no grupo de risco da doença, precisa tomar os cuidados para prevenir o câncer de mama. Além disso, deve seguir as recomendações médicas e fazer o autoexame das mamas.

Tenha em mente que fazer o autoexame não substitui o exame de mamografia. Afinal, muitas mulheres podem ter câncer de mama sem apresentar sintomas ou sinais. Por esse motivo, existem dois tipos de mamografia ideais para cada caso.

  • mamografia de rastreamento e;

  • mamografia diagnóstica.

Confira cada uma delas.

Mamografia de rastreamento

mamografia de rastreamento, também conhecida como de rotina, é aquela feita em mulheres que não apresentam sintomas ou sinais da doença – ou seja, assintomáticas. Esse tipo de mamografia é feito periodicamente para detectar precocemente qualquer alteração nas mamas.

Mamografia diagnóstica

mamografia diagnóstica é feita quando existe alguma alteração ou sinal de lesão, assim como presença de algum sintoma específico da doença, como: caroços, ondulações e alterações no pigmento da pele.

No caso desse tipo de mamografia, a mulher irá identificar a alteração nas mamas e irá procurar um médico. Ele então irá pedir o exame de mamografia diagnóstica para investigar o problema e descobrir se os nódulos encontrados são benignos ou malignos.

Independente de qual tipo de mamografia a mulher vá fazer, ambas as formas são eficazes para detectar a doença precocemente. No entanto, o Instituto Nacional de Câncer (INCA), informa que mulheres mais jovens não estão indicadas a fazer a mamografia por conta da maior densidade mamária e do limite do exame que deve avaliar lesões suspeitas das mamas.

Como é feito a mamografia?

Para que o exame de mamografia ocorra sem nenhum problema, recomenda-se que a mulher não use produtos como desodorante ou talco na região das mamas no dia do exame. O uso de algum desses itens pode acabar interferindo nas imagens que serão capturadas durante o procedimento.

Além disso, não existe nenhum tipo de preparo prévio. A única recomendação é ir usando roupas leves para facilitar a captação de imagens. Na hora do exame, a mulher será posicionada em pé, onde o peito será colocado entre as placas do mamógrafo (aparelho que realiza a mamografia) e será pressionado por alguns segundos.

Durante o procedimento é essencial que a mulher fique imóvel e segurando a respiração. O exame, em si, é indolor. Contudo, pode haver um certo desconforto causado pela compressão das mamas. De acordo com o Ministério da Saúde, é a partir dessa compressão que o exame vai encontrar possíveis lesões escondidas atrás do tecido mamário.

Vale frisar que o desconforto causado pela compressão das mamas é algo bastante suportável. Esse exame é indispensável para a saúde da mulher então o incômodo não pode ser um impedimento para não fazer o procedimento quando necessário.

exame de mamografia costuma ser bem rápido, demorando cerca de 15 a 25 minutos e o resultado pode levar até duas semanas para ficar pronto.

Também é importante destacar que, além das pacientes com menos de 40 anos, a mamografia também não é indicada para mulheres grávidas, por conta da radiação que pode interferir na formação do bebê.

Quer saber mais sobre câncer de mama ou assuntos semelhantes? Então nos siga no Facebook Instagram! Também não deixe de acompanhar nosso blog, recheado das mais diversas informações sobre oncologia.

Conteúdos Relacionados