Blog

Pacientes oncológicos podem se vacinar contra a Covid-19?

Material escrito por:
Clínica Soma
Pacientes oncológicos podem se vacinar contra a Covid-19?

Após um ano e meio de pandemia por conta do novo coronavírus, todos já tem conhecimento de que a Covid-19 é uma doença infecciosa causada por um vírus responsável por causar infecções respiratórias e que esse vírus é muitíssimo grave. Foram e estão sendo muitos os estudos sobre as possíveis soluções acerca da doença.

Desde janeiro de 2021, as pessoas tem sido vacinadas contra o vírus e mesmo com muitas notícias e matérias sobre o assunto, são muitas as dúvidas que surgem sobre quem pode ou não se vacinar, e não seria diferente para os casos de pacientes oncológicos. Mas a pergunta que mais circula quando se fala sobre vacinação é, pacientes oncológicos podem se vacinar contra a Covid-19?

Existem muitas explicações e curiosidades esclarecidas sobre o assunto, mas ainda é bastante comum encontrar dúvidas sobre a vacinação. Contudo, a resposta para essa pergunta é sim! Pacientes oncológicos podem ser vacinados! No guia criado pela Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), eles deixam claro e explicam o porque pacientes com câncer foram classificados como grupo de risco, afinal, essas pessoas podem ter maiores complicações por conta da Covid-19. Logo, os riscos de não se vacinar podem ser grandes, mas lembre-se que é fundamental que o paciente passe por uma avaliação médica, onde serão discutidas as possibilidades de vacinar ou não.

Cada paciente é um caso, por isso essa consulta individual é muito importante, afinal, os tratamentos oncológicos podem interferir na efetividade da vacina.

Pacientes que fazem quimioterapia tem sua imunidade reduzida e por conta disso pode haver uma alteração em sua resposta imunológica à vacinação. Em conclusão, dependendo do caso, poderá haver uma interferência, por isso é importante uma conversa com o médico responsável pelo caso do paciente para a averiguação do seu risco ou benefício para o paciente.

A SBOC aconselha em seu guia, que os pacientes oncológicos se vacinem antes de iniciarem o tratamento, mas se já houver começado o tratamento, não tem problema, o ideal é que a pessoa se vacine a qualquer momento. Já os pacientes que se tratam com imunossupressores, devem evitar as vacinas com os vírus vivos e conversar com o médico sobre o melhor momento do tratamento para que a vacinação ocorra.

As vacinas que estão disponíveis no Brasil já foram aprovadas e até agora, elas se mostraram bastante eficazes e seguras. Vale frisar que não há uma contraindicação para pacientes oncológicos, entretanto, é aconselhável que procure sempre o médico especializado para melhor averiguação do seu caso.

Até o momento, esses foram todas as informações encontradas sobre o assunto, porém, da para ter uma ideia de como está funcionando a vacinação da Covid-19 para pacientes oncológicos. Quem for receber a vacina deve levar o CPF ou o CNS (Cartão Nacional de Saúde), o Cartão do SUS. Se não tiver o CNS, você pode fazer diretamente em um posto de saúde com documento original com foto.

Cuidados após vacinado contra a Covid-19 em pacientes oncológicos

Lembre-se que estar vacinado não é indicação para que os cuidados terminem, a vacinação não muda o fato de que o vírus ainda existe e ninguém está livre de contrair a Covid-19 novamente. O uso de máscaras, o distanciamento social e a higienização das mãos devem continuar sendo uma prioridade sempre e a Clínica Soma criou um artigo com dicas para fortalecer o sistema imunológico para melhor se proteger do coronavírus.

A permanência desses cuidados é importante, pois o vírus está sempre em mutação e isso é um processo comum e até mesmo esperado por conta de seu ciclo evolutivo. É devido a esse ciclo que existem as variantes do vírus, que se adaptam aos ambientes em que se encontram, tornando-se mais transmissíveis e graves.

Ministério da Saúde informa que até o atual momento, somente três tipos de variantes do coronavírus deixaram os países em alerta, fazendo com que a vigilância e os estudos sobre o vírus continuem com força total. Por isso é extremamente importante que os cuidados, mesmo após a vacinação, continuem. Mantenha sua saúde em monitoração e não tenha medo de questionar o médico que acompanha seu caso sobre qualquer dúvida.

Quer entender melhor sobre a relação sobre o Covid-19? Siga-nos no  Facebook Instagram, além do nosso blog conta com artigos explicativos detalhados sobre cada informação dada até o momento.

Conteúdos Relacionados