Blog

Remissão do câncer: um momento de alívio mas ainda com alguns cuidados!

Material escrito por:
Clínica Soma
Remissão do câncer: um momento de alívio mas ainda com alguns cuidados!

Para quem enfrenta alguma doença, ter uma boa perspectiva de cura é um grande alívio. No entanto, quando se luta contra o câncer, em que nem sempre há um tratamento efetivo, muitos pacientes se focam em outra conquista: a remissão do câncer.

Engana-se quem pensa que o câncer não tem cura. De acordo com estudos recentes, as chances de cura contra os tumores malignos cresceram muito nos últimos anos. No Reino Unido, por exemplo, esse índice duplicou, enquanto nos EUA o percentual de mortalidade caiu mais de 10% na última década.

Claro que isso depende de muitos fatores, como o diagnóstico precoce, a resposta individual a cada tratamento, bem como as características (e fatores de risco) de cada paciente. Entretanto, a remissão do câncer já é uma realidade para muitas pessoas.

Mesmo assim, não se pode descuidar. Afinal de contas, mesmo no caso de remissão completa, ou seja, quando não se encontra nenhum vestígio da doença, é sempre bom ficar atento para não ser surpreendido com uma recidiva.

No artigo de hoje, saiba como se cuidar durante a remissão do câncer e ter maiores chances de cura. Acompanhe!

Remissão x Cura: qual a diferença?

A remissão do câncer é o período em que a doença está sob controle. Ou seja, o paciente pode não ter qualquer evidência do problema (remissão completa), mas ainda há o risco de reincidência, ou é preciso manter o uso de medicamentos, por isso o indivíduo não está totalmente curado.

Há situações de remissão parcial, quando o câncer diminui, mas ainda há alguns sintomas ou indícios detectáveis nos exames.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Controle do Câncer (IBCC), as remissões são vistas após cinco anos de tratamento, que é o período com maior risco de recidiva. No entanto, não há um tempo único, já que as remissões completas podem continuar por um longo período e são vistas como cura.

Importante ressaltar que, mesmo no caso de um câncer que reapareceu no paciente, o tratamento pode ser diferente. Por esse motivo, é fundamental realizar um acompanhamento periódico e adotar certos cuidados, para diminuir as chances de reaparecimento da doença.

Quais os cuidados durante o período de remissão?

A remissão do câncer merece comemoração sim. Mas, isso não quer dizer deixar de se cuidar. Ao contrário, é o momento de manter os olhos bem abertos e seguir as recomendações médicas para evitar a recidiva.

Abaixo, separamos alguns cuidados que você deve tomar durante o período de remissão.

Mantenha as consultas de rotina

O primeiro mês após o fim do tratamento contra o câncer, é preciso manter as consultas de rotina com o seu médico. Dessa forma, você poderá acompanhar o progresso da sua saúde e avaliar se não há nenhuma sequela ou chance da doença voltar.

Além do mais, logo após a remissão do câncer, o sistema imunológico está frágil, devido aos efeitos dos tratamentos oncológicos. Por isso, o acompanhamento médico é fundamental para evitar o aparecimento de outros problemas, como doenças infecciosas.

Com o tempo, os glóbulos brancos voltam ao normal e você terá uma imunidade melhor recuperada. Mas, os pacientes de câncer são considerados imunossuprimidos. Por isso, em qualquer sinal de enfermidade, é necessário iniciar um tratamento o quanto antes.

Evite dietas restritivas

Durante a remissão do câncer, você precisa manter uma dieta equilibrada e saudável. Nada de restringir a alimentação, pois isso pode causar muitos problemas para o seu organismo, principalmente por conta da deficiência do sistema imunológico após o tratamento oncológico.

Vale dizer que o excesso também é prejudicial. Alimentos com alto teor de gordura e sódio podem resultar em doenças crônicas e aumentar a chance de reincidência do câncer.

Se necessário, busque ajuda de um nutricionista para melhor orientação.

Fique de olho nos sintomas

É muito importante que você se mantenha atento, caso perceba algum sintoma ou sensação de desconforto.

Durante a remissão do câncer, muitos pacientes já se consideram curados, o que resulta em descuidos, como achar que aquela dor nas costas “não é nada”, mas no fim, pode ser um sintoma de que alguma coisa não vai bem. Aqui, é melhor pecar pelo excesso.

Quer outras dicas de como se cuidar durante a remissão do câncer? Siga-nos no Facebook e Instagram para ficar por dentro das novidades da Clínica SOMA!

Conteúdos Relacionados