Blog

Como é a recuperação depois de uma mastectomia

Material escrito por:
Clínica Soma
Como é a recuperação depois de uma mastectomia

A mastectomia consiste na retirada total ou parcial da mama para o tratamento de câncer. O procedimento tem um grande impacto na vida das mulheres, já que a mama é um órgão repleto de simbolismo, sendo um representante da feminilidade, sexualidade e maternidade.

Vários estudos na área da psicologia mostram que a amputação total ou parcial da mama pode deixar a mulher envergonhada, mutilada e comprometer a vida sexual. Por conta disso, a recuperação da mastectomia total ou parcial envolve não somente cuidados paliativos, mas também atenção e apoio psicológico.

Além disso, ficar sem parte ou toda a mama exige atenção ao corpo, que precisa se adaptar à ausência do órgão. Ou seja, a recuperação depois da mastectomia parte fundamental do tratamento oncológico contra o câncer de mama.

No artigo de hoje, saiba como é a recuperação depois da mastectomia e conheça algumas dicas de cuidados, após o procedimento. Acompanhe a leitura!

Como é o tratamento para o câncer de mama?

O câncer de mama é um dos problemas mais sérios de saúde pública no Brasil. De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o ano de 2019 registrou mais de 59 mil novos casos, sendo o segundo tipo de câncer mais frequente nas mulheres, perdendo apenas para o câncer de pele não melanoma.

Apesar disso, os avanços na área da oncologia têm aprimorado de forma rápida o tratamento contra o câncer de mama, propondo alternativas de quimioterapia e mastectomia para os casos mais graves.

A orientação para o melhor tratamento contra o câncer de mama é feito conforme o nível e o estágio da doença, além de considerar os aspectos individuais de cada paciente.

Quais os cuidados após a mastectomia?

A reabilitação da paciente depois da mastectomia total (de toda a mama) ou parcial (apenas de uma parte do seio) é parte importante do tratamento para amenizar as sequelas do câncer. A quantidade de dias, semanas ou meses da recuperação depende de alguns fatores, como as características do indivíduo, a extensão da doença e o tipo de tratamento.

Apesar disso, existem alguns cuidados comuns independentemente do tipo da mastectomia. São eles:

  • Evitar tomar sol nos horários de pico;
  • Não carregar bolsas e sacolas pesadas;
  • Trocar os curativos, conforme orientação médica;
  • Tomar os remédios corretos para evitar infecção.

Em alguns tipos de mastectomia, o cirurgião coloca um dreno para eliminar as secreções do corpo. Nestes casos, é necessário tomar os cuidados necessários para manter o dreno preso e esvaziá-lo, quando preciso.

Como é a recuperação dias depois do procedimento?

A recuperação depois de uma mastectomia engloba a prática de exercícios físicos para recobrar os movimentos e a força no braço e no ombro do lado em que foi extraída a mama. Executá-los de acordo com as orientações do mastologista e do fisioterapeuta também ameniza a sensação de dor e rigidez nas costas e no pescoço.

A rotina de exercícios começa somente mediante a liberação médica. Geralmente, a permissão para iniciá-los é dada em alguns dias após a mastectomia.

As primeiras atividades exigem pouco esforço e são feitas ainda com a paciente na cama. Conforme o corpo se fortalece, o grau dos exercícios aumenta, assim como a frequência. A recomendação é para que sejam feitos todos os dias.

E a recuperação após a reconstrução mamária?

Logo após a mastectomia, é possível realizar a cirurgia de reconstrução mamária. O procedimento nem sempre é simples e rápido, por isso, é imprescindível tomar certos cuidados quanto à recuperação.

Para começar, a paciente deve evitar movimentar o ombro nas 24 horas subsequentes à cirurgia. Já os movimentos com os cotovelos e as mãos podem ser feitos sem restrição. Uma dica para o caso de ocorrer algum desconforto durante os exercícios é parar para relaxar antes de seguir praticando-os.

Pode não parecer, mas até as coisas simples do cotidiano ajudam na reabilitação no período pós-cirúrgico. Sempre que possível, penteie o próprio cabelo usando a mão correspondente à mama operada e vista-se sozinha, utilizando o lado oposto como apoio para tirar e colocar a roupa.

Um cuidado importante nesse processo é não sobrecarregar o lado do corpo que não sofreu o estresse da cirurgia. Sempre que sentir que o braço “bom” está cansado, a paciente deve parar para descansar. O esforço repetitivo em apenas um lado do corpo pode causar dores e outros problemas que podem se agravar.

Portanto, é melhor ter cautela e paciência.

O período pós-operatório pode parecer longo e cansativo. Mas, vai chegar um momento em que os movimentos serão normalizados e vai ser possível, até, realizar alguma atividade de intensidade moderada.

Quer saber mais sobre a recuperação da mastectomia? Entre em contato com a Clínica SOMA, clicando aqui!

Conteúdos Relacionados