O que é o câncer?

20/06/2017

O que é o câncer?

O que é o câncer? Você realmente sabe ou tudo o que conhece sobre a doença é o que já ouviu falar a respeito, uma vez ou outra? Geralmente, é assim: as pessoas têm ciência da gravidade da condição, mas só se preocupam em conhecê-la profundamente quando elas próprias ou alguém muito próximo é diagnosticado com algum tipo de tumor.

É, justamente, para mudar essa realidade que existem as campanhas de conscientização. Não é possível combater o que não se conhece. A informação é a principal arma de prevenção, por isso, este texto trata, exclusivamente, sobre o que é o câncer. Ao compreender, exatamente, como a doença se desenvolve e afeta o organismo, fica mais fácil lutar contra ela.

Passo a passo para entender o que é o câncer

Como surge o câncer

O câncer é causado por um crescimento anormal e descontrolado das células em algum órgão ou tecido do corpo. Essas células não param de se desenvolver e originar outras células anormais. Elas multiplicam-se rapidamente, pois, diferentemente da maioria das células do corpo, são incapazes de limitar e controlar a própria proliferação.

Os erros que ocorrem enquanto se desenvolvem são provocados pela ação de elementos do ambiente externo que causam, ainda, danos ao DNA, o que as torna cancerosas.

Todas essas células, dentro desse conjunto de mutações, dão origem aos tumores.

Como a doença afeta outros órgãos

É comum ouvir que o câncer se espalha em alguns casos. Isso acontece quando as células cancerosas afetam outros órgãos depois de serem transportadas pela corrente sanguínea ou pelos vasos linfáticos. Então, elas começam a crescer no novo local onde estão alojadas, também de forma rápida e sem controle, dando origem a um novo tumor. Esse evento é chamado de metástase.

Tipos de câncer

Embora a forma como se desenvolvem seja praticamente a mesma, os tumores não são todos iguais. O que os diferencia é o local onde surgem.

Os carcinomas se desenvolvem na pele ou nos tecidos que envolvem os órgãos internos. Os sarcomas são os que afetam os tecidos conjuntivos (ossos e músculos, por exemplo). A leucemia acomete a medula óssea. Os linfomas e mielomas atacam o sistema imunológico. Por último, os cânceres do sistema nervoso central crescem nos tecidos cerebrais e nos da medula espinhal.

A única forma de saber qual é o tipo de câncer de uma pessoa é realizando o diagnóstico da doença. Os especialistas da área, geralmente, solicitam aos pacientes exames específicos para determinar, também, a gravidade do quadro. Quase sempre as chances de cura são grandes quando a neoplasia é descoberta no início, por isso, prevenir a doença é o mais importante no combate ao câncer.