Blog

Confira a diferença entre a psoríase e outras doenças de pele

Material escrito por:
Clínica Soma
Confira a diferença entre a psoríase e outras doenças de pele

psoríase é uma doença inflamatória comum que afeta cerca de 1% à 3% da população brasileira segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Considerada uma doença autoimune, a psoríase não é contagiosa e seus sintomas podem surgir e sumir periodicamente.

Normalmente, as áreas que são afetadas causam, além de incômodos físicos, constrangimentos, por conta das lesões que vão surgindo no corpo. A psoríase pode afetar desde a pele até as unhas, além das articulações, tudo dependendo do quadro de cada paciente e do tipo de psoríase.

Vale a pena destacar, que os sintomas da psoríase também podem surgir em função de outras doenças de pele, por isso é muito importante procurar um médico para um diagnóstico preciso, e dessa forma poder dar início ao tratamento.

Psoríase x outras doenças de pele

Por conta de seus sintomas, a psoríase pode ser confundida com outras doenças de pele como eczema, dermatite, pitiríase rósea, sífilis secundária e até mesmo ceratose. Saiba um pouco mais sobre cada uma delas.

  • Eczema

eczema é um tipo de inflamação da pele causado por conta de outras doenças, como as dermatites e a disidrose. Ele é dividido em duas versões, aguda e crônica, portanto, em sua versão aguda, ele se caracteriza pelas lesões que parecem bolinhas de água e que coçam muito podendo até mesmo se romper. Já em sua fase crônica, essas lesões vão secando até formar crostas na pele que descamam e aumentam de tamanho.

  • Dermatite seborreica

dermatite seborreica é uma inflamação na pele capaz de causar descamação, além de vermelhidão em algumas áreas da face, como as sobrancelhas, cantos do nariz, couro cabeludo e até mesmo orelhas. Ela é uma doença de caráter crônico, podendo melhorar e piorar seus sintomas em determinados períodos.

Essa doença pode aparecer em vários locais do corpo, sendo normalmente encontrada onde a pele é mais oleosa ou gordurosa. Vale lembrar que ela não é uma doença contagiosa e muito menos causada por falta de higiene.

  • Pitiríase rósea

É uma doença inflamatória aguda da pele, caracterizada pelo surgimento de lesões pápulo-escamosas, atingindo todas as idades, apesar de ser mais comum entre 10 e 35 anos.

A erupção tem um surgimento bastante lento, geralmente ela começa com uma lesão maior e em alguns dias, surgem erupções sequenciais de outras lesões semelhantes, porém menores e de crescimento centrífugo, ou seja, que se afastam da parte central.

  • Sífilis secundária

A sífilis é uma doença sexualmente transmissível causada por conta de uma infecção bacteriana. Já a sífilis secundária, é processo de quando essas bactérias se espalham pelo corpo, saindo do local da infeção, e por conta disso, seus sintomas podem ser facilmente confundidos com as da psoríase.

Os sintomas da sífilis secundária são erupções na pele e na boca, dores musculares, dores nas articulações e até mesmo febre.

  • Ceratose seborreica

A ceratose é uma alteração da camada mais superficial da pele, também conhecida como camada córnea, com hipertrofia e aspectos escamosos ou verrucosos.

Existem três tipos de ceratose, a ceratose actínica, ceratose seborreica e ceratose pilar. A ceratose seborreica é a única que se assemelha a psoríase, sendo uma lesão benigna da pele, com uma coloração acastanhada, amarronzada ou negra, além de um aspecto verrucoso. Ela costuma aparecer na face e tronco, podendo crescer e se tornar bastante volumosa, além disso, sua origem é genética.

Todas essas doenças possuem uma coisa em comum, por surgirem como lesões avermelhadas e inflamatórias, o diagnóstico entre elas e a psoríase se torna bem difícil de ser feito, no entanto, sempre existiram formas de identificar corretamente cada uma.

Faixa etária, evolução clínica e a forma como as lesões se distribui pelo corpo são algumas características que devem ser consideradas. Por conta disso, é de extrema importância que procure ajuda média, pois apenas o médico pode analisar os sintomas e dar um diagnóstico preciso sobre qual doença o paciente está lidando.

Como saber se tenho psoríase

Por conta das várias doenças, cujos sintomas se assemelham a psoríase, a comprovação da doença se torna uma dificuldade. Seu diagnóstico deve ser dado por meio da apresentação clínica dos sintomas, no entanto, em caso de dúvida, o médico pode solicitar uma biopsia para confirmar o diagnóstico.

Vale lembrar que a psoríase vai evoluindo, então é importante se atentar aos sinais, já que em sua evolução essas lesões podem mudar de tamanho, forma e localização e  em alguns casos, acometer toda a pele, fato que recebe o nome de psoríase eritro dérmica.

Ela também pode se manifestar nas áreas das dobras, o qual chama-se psoríase invertida, além de afetar as palmas das mãos e sola dos pés, conhecida como psoríase palmoplantar, podendo até mesmo exibir  bolhas com pus, que é a psoríase pustulosa. Dessa forma, se torna óbvio os vários tipos de psoríase existentes.

Portanto, se esta tendo algum dos sintomas da psoríase, é essencial que procure ajuda médica, mesmo que, no final, possa ser o indicativo de outra doença de pele.Confira alguns sintomas:

  • manchas brancas ou escuras residuais que aparecem após as lesões;

  • manchas vermelhas com escamas secas de aspecto esbranquiçado ou prateado;

  • unhas grossas, descoladas e com depressões puntiformes;

  • coceira, queimação e dor nas áreas lesionadas;

  • inchaço e rigidez nas articulações.

Com saúde não se brinca, por isso, qualquer sinal do seu corpo deve ser averiguado por um especialista.

Quer conhecer mais sobre doenças autoimunes, ou ficar por dentro mais assuntos como esse? Leia o blog Soma Imuno e fique por dentro de todo nosso material. Segue a gente no Facebook Instagram, para não perder nada nas nossas atualizações.

Conteúdos Relacionados