Blog

Porque pacientes hematológicos correm mais risco com a Covid-19?

Material escrito por:
Clínica Soma
Porque pacientes hematológicos correm mais risco com a Covid-19?

Já sabemos que o novo coronavírus é uma doença que causa infecções respiratórias, sendo transmitida de uma pessoa para a outra por meio de apertos de mãos, espirros, tosse, objetos contaminados e por aí vai. Qualquer pessoa é capaz de pegar o vírus, contudo, há casos em que a contaminação pode ser um verdadeiro risco.

Estão no grupo de risco pessoas acima de 60 anos ou que tenham doenças crônicas, como diabetes, doenças cardiovasculares e respiratórias ou com imunidade baixa. Esse grupo possui um maior risco de complicações graves caso sejam contaminadas pelo coronavírus, assim como, pessoas com câncer, que estejam em algum tipo de tratamento, que tenham feito cirurgia há menos de um mês ou que usem medicamentos imunossupressores.

Em razão disso, explicamos o porquê de pacientes hematológicos correrem mais riscos com a Covid-19.

Câncer hematológico x Covid-19

Partindo do princípio que pacientes oncológicos estão no grupo de risco, apresentando uma maior chance de complicações graves, os riscos para os pacientes com câncer hematológicos, aqueles com cânceres no sangue, como leucemia, linfoma e mieloma múltiplo, ou que passaram por recente transplante de medula óssea, são ainda maiores.

Isso se dá porque o tratamento dos pacientes hematológicos ataca a defesa do organismo, a mesma defesa que deveria proteger do vírus. O sistema imunológico, no geral, é uma das principais armas que o nosso corpo tem para combater qualquer possível infecção que possa surgir no organismo.

No caso de pessoas com câncer hematológico, o tumor está quase sempre, no próprio sistema imunológico e a abordagem é feita com a intenção de que o tratamento ataque onde está o problema. Esses pacientes já estão com o sistema imunológico fragilizado e é por conta disso que as chances de complicações graves ao contrair a Covid-19, são bem maiores.

É muito importante que pacientes com câncer, que estejam com os sintomas da doença, não parem seu tratamento por recreação própria, em hipótese alguma, seja ele qual for. Toda e qualquer decisão acerca das abordagens usadas pelo médico, deve ser discutida com a equipe de saúde.

Então se está com suspeitas de ter contraído o vírus, siga as recomendações do Ministério da Saúde e continue tomando todos os cuidados possíveis para se proteger.

Cuidados necessários para se proteger do coronavírus

Não existem tipos diferentes de precauções para pacientes com câncer hematológico, as orientações são as mesmas para qualquer pessoa, incluindo as que fazem parte do grupo de risco. O Instituto Nacional de Câncer (INCA), alertou sobre todos os cuidados que pacientes hematológicos devem ter e como proceder em casos de suspeitas da doença.

Os pacientes precisam seguir as orientações, até mesmo as pessoas com quem o paciente vive, caso aja alguma. As orientações que os pacientes e moradores devem seguir são:

  • fique em casa, deixe para sair apenas em dia de tratamento;
  • se sair for algo realmente necessário, evite aglomerações e tente manter distância de, pelo menos, um metro de outras pessoas;
  • lave as mãos com frequência e com atenção por, pelo menos, vinte segundos;
  • tente não levar as mãos ao rosto (principalmente olhos, nariz e boca);
  • cumprimentar a distância, evitando aperto de mão, abraços e beijos, mesmo de familiares;
  • evite contato com pessoas que tenham sintomas de gripe;
  • não compartilhar objetos de uso pessoal;
  • higienizar objetos e superfícies tocados com frequência, incluindo celulares, chaves, maçanetas;
  • caso tenha que sair de casa, você deve usar máscara de proteção, mesmo que seja artesanal.
  • limpar compras antes de serem guardadas;
  • tirar os sapatos antes de entrar em casa e, se for possível, deixá-los do lado de fora;
  • trocar de roupa, lavar bem as mãos ou tomar banho, incluindo lavar os cabelos.

Todo cuidado é pouco para se proteger do coronavírus, afinal, uma em cada seis pessoas que desenvolvem a doença fica gravemente doente, acarretando uma grande dificuldade respiratória, além de outras complicações severas.

É muito importante que trabalhos de conscientização para interromper a transmissão do novo coronavírus continuem sendo feitos, alertando a população do quão sério é o momento que estamos vivendo. Então, fique atento aos sinais e cuide-se o tempo todo.

Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre o assunto? Siga a gente no Facebook Instagram, lá você encontra as mais diversas novidades e assuntos para se manter sempre informado.

Conteúdos Relacionados